Esgotado !

Château Haut Rocher

Saint-Emilion Grand Cru

Região Bordeaux | Tinto | 2011

Uvas: Merlot 65%, Cabernet Franc 20%, Cabernet Sauvignon 12% e Malbec 3%.

Estruturado . Equilibrado . Complexo . Gastronômico . Persistente . Taninos sedosos

Harmonização: Aves, Carnes vermelhas, Embutidos, Queijos

De R$250,00 por:

CAIXA FECHADA

R$108,90/garrafa

CAIXA MISTA

R$121,00/garrafa
Ficha técnica
Safra: 2011
Conteúdo: 750ml
Uvas: Merlot 65%, Cabernet Franc 20%, Cabernet Sauvignon 12% e Malbec 3%.
Teor alcoólico: 13,5%
Temperatura de serviço: 17º
Estimativa de guarda: 10 anos
Como conservar seu vinho: Para o vinho mostrar todo o seu potencial quando for degustado, ele tem de ser armazenado em ambiente fresco, com controle de temperatura e umidade, livre de trepidações e sem contato com a luz.
Ficha de degustação
Cor: Vermelho brilhante, jovem.
Aroma: O nariz se casa com notas frutadas e amadeirada, quase exótico. Aromas de violeta, ameixa seca, alcaçuz, evoluindo em especiarias, trufas e vegetação rasteira.
Paladar: Na boca compromete frescor, fruta, e flexibilidade. Encorpado, equilibrado, longo e frutado. Um estilo que lisonjeia o paladar.

O Château Haut-Rocher é uma propriedade operada pela mesma família desde o século XVII. O nome "Rocher" vem de uma aliança entre os ancestrais da família de Monteil e a família de Rocher. Está localizado no coração de Saint-Emilion, uma apelação de rigorosos critérios de produção e de muita exigência. Isso só a reforça a tipicidade e qualidade destes vinhos.

É um vinho de guarda, sendo melhorado com o tempo. Provado jovem, ele seduzirá por seus aromas de fruta e vivacidade. Um excelente vinho, maduro na boca e de ótimo custo-benefício. 

Técnicas de Produção:

. Área: 7 ha
. Solo: argilo-calcário, com exposição ao sol à sudeste em uma encosta.
. Idade média das vinhas: 40 anos.
. Produção: 270 hl
. Produção limitada e controlada, produção integrada erespeito pelo meio ambiente
. Vinificação parcelar, triagem manual da colheita e controle de temperatura. Os taninos maduras permitem uma longa fermentação de mais 30 dias.
. Estágio em barricas de carvalho francês durante 15 meses, sendo 50% de barris novos.
. Engarrafamento após montagem rigorosa em uma “chai” com temperatura constantemente controlada.

 

Medalhas:

Medalha de Prata: Concours Agricole de Paris 2015
Medalha de Bronze: World Wine Awards Decanter 2015  
Medalha de Ouro: Gilbert & Gaillard 2015  
89/100: Andreas Larson et Markus Del Monego pelo TASTED  
Seleção 2017 Top 100 dos vinhos de Bordeaux pelo l’Allemagne  
Seleção no CIVB em 2015

 

  • Seco
    Doce
  • Leve
    Potente
  • Simpes
    Complexo
  • - Frutado
    + Frutado
  • - Amadeirado
    + Amadeirado
  • - Tânico
    + Tânico
  • - Ácido
    + Ácido
Sobre a Região

Região: Bordeaux
Vinícola: Chateau Haut Rocher
Sobre a região: Bordeaux é região francesa que mais exporta vinhos tintos e de todas as regiões vinícolas do mundo, mantém a maior regularidade de nível de qualidade, sendo a mais bela vitrine dos vinhos franceses.

Esta região, como outras regiões francesas, sofreu muito com as pragas, guerras e crises econômicas, e teve como marco de seu renascimento, o ano de 1960, graças ao progresso da enologia e ao investimento maciço na região.

De forma didática e simples podemos classificar os vinhos de Bordeaux da seguinte forma: Margem Esquerda: tintos secos e de personalidade, com uma mistura Cabernet Sauvignon e Merlot mais rústica, em notas de groselha, menta, tabaco e cascalho. Potencial de guarda que excede a 20 anos. São os Medoc típicos, que incluem Saint Estèphe, Saint Julien, Listrac e Margaux; Já os vinhos da Margem Direita: tintos um pouco mais suaves de Merlot com Cabernet Franc. Sabores de cereja, tabaco e menta e como representantes as regiões de Pomerol, Saint Emilion e Fronsac.

É uma região riquíssima em história, apaixonante de se conhecer e beber.