Esgotado !

Fleur de Pedesclaux

Pauillac

Região Bordeaux | Tinto | 2014

Uvas: Merlot 89%, Cabernet Sauvignon 6%, Petit Verdot 3% e Cabernet Franc 2%.

Harmonização: Carnes vermelhas, Embutidos, Queijos

De R$329,00 por:

CAIXA FECHADA

R$169,20/garrafa

CAIXA MISTA

R$188,00/garrafa
Ficha técnica
Safra: 2014
Conteúdo: 750ml
Uvas: Merlot 89%, Cabernet Sauvignon 6%, Petit Verdot 3% e Cabernet Franc 2%.
Teor alcoólico: 13,5%
Temperatura de serviço: 16 e 17º
Estimativa de guarda: 10 anos
Como conservar seu vinho: Para o vinho mostrar todo o seu potencial quando for degustado, ele tem de ser armazenado em ambiente fresco, com controle de temperatura e umidade, livre de trepidações e sem contato com a luz.
Ficha de degustação
Cor: De intensidade média com uma linda cor de ameixa.
Aroma: O nariz é explosivo e revela notas de frutas vermelhas, limão cristalizado e xarope de pêssego.
Paladar: O paladar é muito delicado e tem um ar agradável, com frescura e taninos bem revestidos. O acabamento salivante termina com groselha.

O segundo vinho de Pédesclaux é uma flor que se abre assim que se aproxima. Por se basear mais no merlot, o vinho oferece um estilo macio gastronômico e sedoso.

Sob as vinhas de Pédesclaux, há uma obra-prima geológica cujas origens remontam a 40 milhões de anos. É esse terroir único, do Médoc por excelência, que é consagrado a classificação de 1855.

Apenas nos séculos XVII e XVIII que a geologia excepcional do Médoc é revelada a todos. A Europa e o mundo estão descobrindo que esta terra tem o dom de produzir vinhos de requinte incomparável. Os grandes castelos aparecem e, com eles, as primeiras tentativas de classificação. O ranking de 1855 é o mais famoso.

Quarenta e cinco anos após a fundação da propriedade, o nome de Pédesclaux está gravado no mármore da classificação de 1855. O status de Quinto-Cru obtido na época é muito mais que uma herança, impõe grandes exigências pelo futuro.

 

Técnicas de Produção:

. Solo de Graves Garonnaises na base de calcário
. Colheita manual seletiva de acordo com o solo, zonas de vigor e separação dos pés das pontas
. triagem manual em cachos e depois em bagas.
. Maceração pré-fermentativa a frio
. Fermentação longa
. Uso exclusivo de derramamento de carga por gravidade
. 16 meses em barricas, sendo 10% de barris novos
. Média de idade das videiras: 35 anos
. Rendimento: 42 hL / ha
. Volume de produção: 115.000 garrafas

 

Medalhas:

90/100: James Suckling
"Quite developed soy-sauce and earth nose. A solid wine with quite a firm core, but it’s not very charming at the moment. The harmony on the finish is good though."

 

  • Seco
    Doce
  • Leve
    Potente
  • Simpes
    Complexo
  • - Frutado
    + Frutado
  • - Amadeirado
    + Amadeirado
  • - Tânico
    + Tânico
  • - Ácido
    + Ácido
Sobre a Região

Região: Bordeaux
Vinícola: Château Pedesclaux
Sobre a região: Bordeaux é região francesa que mais exporta vinhos tintos e de todas as regiões vinícolas do mundo, mantém a maior regularidade de nível de qualidade, sendo a mais bela vitrine dos vinhos franceses.

Esta região, como outras regiões francesas, sofreu muito com as pragas, guerras e crises econômicas, e teve como marco de seu renascimento, o ano de 1960, graças ao progresso da enologia e ao investimento maciço na região.

De forma didática e simples podemos classificar os vinhos de Bordeaux da seguinte forma: Margem Esquerda: tintos secos e de personalidade, com uma mistura Cabernet Sauvignon e Merlot mais rústica, em notas de groselha, menta, tabaco e cascalho. Potencial de guarda que excede a 20 anos. São os Medoc típicos, que incluem Saint Estèphe, Saint Julien, Listrac e Margaux; Já os vinhos da Margem Direita: tintos um pouco mais suaves de Merlot com Cabernet Franc. Sabores de cereja, tabaco e menta e como representantes as regiões de Pomerol, Saint Emilion e Fronsac.

É uma região riquíssima em história, apaixonante de se conhecer e beber.